Kéfera, Youtube e mudanças.

maxresdefault-4

Primeiramente: este NÃO é um post exclusivamente sobre Kéfera. Você que gosta dela pode ler. Você que não gosta dela mas se interessa por Youtube e quer uma reflexão sobre mudanças pode ler também.

Nada mais justo do que este post começar por onde tudo começou no canal de Kéfera no Youtube, o 5inco Minutos. O vídeo sobre vuvuzelas, gravado em 2010, deu início ao ambicioso projeto de vida (posso chamar assim?) de Ké em busca de reconhecimento como atriz.

Se você já viu algo recente da garota no Youtube, deve levar um susto enorme ao assistir (ou reassistir) esse vídeo de 7 anos atrás. As pessoas mudam, né? Mas a gente já chega lá.

Pulamos para o ponto em que Kéfera conseguiu papéis como atriz por causa de sua exposição (e dedicação) no Youtube. Foram 3 filmes até o momento, incluindo “É Fada”, sucesso estrondoso de bilheteria no Brasil.

Como esperado na época, a moça deu um tempinho no canal para se dedicar totalmente às gravações dos filmes. Afinal, não deve ser nada fácil entrar no personagem, decorar falas, criar trejeitos e coisas do tipo.

Eis que começa o problema. Kéfera sempre foi alvo de polêmicas e de comentários maldosos. Na época do “sumiço”, foram inúmeras as postagens falando sobre sua ausência na rede social e isso com certeza a fez tirar um tempo para repensar tudo o que estava acontecendo na sua vida (vídeo acima!).

Nessa época também surgiram comentários em seus vídeos dizendo que ela havia “perdido a mão”, que “estava sem graça” e que “prefiro a Kéfera de antes”.

A internet é bizarra. Por exemplo: alguém que descobriu a Kéfera (ou qualquer outro Youtuber) esse mês, pode assistir vídeos postados nessa semana e pode assistir vídeos de anos atrás (até 7 anos, no caso dela). E gente, em 7 anos uma pessoa muda DEMAIS. Eu não me imagino fazendo e falando coisas que existiam na minha cabeça quando eu tinha 15.

E parece que é difícil para o público virtual entender isso. Principalmente o público mais novo, adolescente.

Com toda a pressão, Kéfera deu “um passo para trás” e voltou a fazer vídeos mais simples, em cenários parecidos com os do começo do canal e sem muitas edições e efeitos especiais.

Na real: não funciona e nunca vai funcionar. Porque ela é uma pessoa diferente com pensamentos diferentes. O público precisa crescer e entender isso.

Dá play nesse vídeo dos pernilongos. Não chega a ser engraçado porque não é espontâneo como era 7 anos atrás. Dá pra ver na cara dela o quão desconfortável é fazer algo pressionada.

A Kéfera não é mais a mesma. Chegamos ao clímax dessa história.

Num vídeo-desabafo, a Youtuber fala sobre tudo o que está passando e sobre a dificuldade de fazer coisas diferentes por medo da aceitação do público. Atitude corajosa e esperta.

Através dos comentários, conseguiu medir e pesar os dois lados. Para minha surpresa, ela decidiu se jogar. Uma de suas vontades era lançar um vídeo recitando uma de suas poesias. Segue:

Done. Vídeo de poesia, seguido de uma brincadeira com a situação toda de “nova e antiga Kéfera”.

Dá pra perceber a fucking diferença desse vídeo pro dos pernilongos?

A internet é mesmo um lugar bizarro. Ela proporciona e dá muitas coisas. Ao mesmo tempo, tira muitas coisas.

O Youtube atual está um saco porque as pessoas tem medo de mudar e de testar novos formatos. Entro na plataforma e me deparo com as mesmas coisas diariamente. As pessoas estão desesperadas por atenção e muitos criadores de conteúdo estão beirando o ridículo com vídeos criados justamente para gerar cliques.

Sinceramente, eu gostaria muito de ter uma plataforma que me recomenda coisas diferentes e conteúdos que eu não acessaria normalmente. Os conteúdos recomendados na plataforma ultimamente são aqueles com mais acessos, logo os mais apelativos (seguindo a lógica do Youtube atual).

E isso é chato.

Enfim, pensei longe e me perdi um pouco. Foco. Mudanças.

Trazendo para a música pop. Lady Gaga. Lançou “Joanne”, fez algo de coração e fez algo que queria fazer a muito tempo. Parte dos fãs e do público não aceita e pede a volta da persona criada no The Fame e no Born This Way.

E adivinha? Não vai rolar. A moça cresceu. Seus pensamentos são outros, seus objetivos são outros.

gaga-idgaf

Como público, estejamos abertos a toda e qualquer mudança. Vamos crescer também! Vamos descobrir novas coisas e curtir todas as descobertas que nossos ídolos podem nos oferecer.

Faça isso se você é fã da Kéfera. Faça isso se você é fã da Lady Gaga. Faça isso com seu ídolo.

O máximo que vai acontecer é você não gostar e, mesmo assim, isso vai afirmar algo dentro de você e vai te ajudar a descobrir algo novo. Só não atrapalhe a carreira dessas pessoas que querem desenvolver novas ideias e projetos. Não espalhe negatividade!

Acho que é isso. Valeu.

Recomendado:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s